Caracterização de matérias-primas utilizadas por olarias dos estados da Paraíba e Rio Grande do Norte

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
01-044
Gelmires Araujo Neves Almeida, E.P.(Universidade Federal de Campina Grande); Vasconcelos, A.L.(Universidade Federal de Campina Grande); Cabral, A.C.(Universidade Federal de Campina Grande); Santana, L.N.(Universidade Federal de Campina Grande); Neves, G.A.(Universidade Federal de Campina Grand); Menezes, R.R.(Universidade Federal de Campina Grand); A maioria das empresas cerâmicas, de médio e pequeno porte, da região nordeste que fabricam produtos das cerâmicas vermelha, blocos e telhas, não tem conhecimento das características das matérias–primas que utilizam no processo de fabricação, o que favorece a produção de peças que não atendem as normas estabelecidas para o setor. Esse trabalho tem como objetivo caracterizar e estudar matérias-primas utilizadas em três fábricas localizadas no estado da Paraíba e uma do Rio Grande do Norte, visando alertar para a necessidade de se conhecer as matérias-primas para se obter produtos de melhor qualidade. Inicialmente as amostras foram beneficiadas e submetidas as seguintes caracterizações: análises granulométrica, química, mineralógica e térmica, posteriormente foram conformados corpos de prova por prensagem uniaxial. Alguns corpos de prova foram submetidos a caracterização por dilatometria e outros foram sinterizados à 750, 850, 950 e 1050°C e submetidas a analises de: retração linear, absorção de água, densidade aparente e módulo de ruptura à flexão. Os resultados mostraram que as massas possuem potencial para serem utilizadas na fabricação de produtos da cerâmica vermelha.
<< Voltar