Sinterização de cerâmicas porosas à base de mulita para uso em altas temperaturas

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
07-019
Vera Lúcia Arantes Arantes, V.L.(Universidade de São Paulo); Souza, L.L.(Universidade de São Paulo); Salomão, R.(Universidade de São Paulo); Cerâmicas porosas têm sido utilizadas em diversas aplicações tecnológicas, tais como revestimentos de fornos e aeronaves, coletores de partículas sólidas, isolantes térmicos para altas temperaturas, filtros para indústria automotiva, produção de vidros, isolantes acústicos e como queimadores de materiais. Entre as matérias-primas utilizadas para a fabricação de cerâmicas porosas, a alumina tem sido bastante utilizada devido a algumas de suas propriedades: alta dureza, elevada resistência ao desgaste, baixo coeficiente de atrito, alta resistência à corrosão ao ar, tanto à temperatura ambiente como em altas temperaturas e pelo fato que o material mantém sua resistência mecânica mesmo a altas temperaturas (1500ºC – 1700ºC). O sistema alumina-sílica é amplamente utilizado em refratários, pois gera mulita in-situ. Mulita é uma fase cristalina comumente utilizada em cerâmicas refratárias por apresentar excelentes propriedades tais como: elevada refratariedade e alto módulo de ruptura, boa resistência ao choque térmico, à erosão e ao ataque químico. Nesse trabalho, estruturas porosas preparadas a partir de alumina calcinada, hidróxido de alumínio e alumina hidratável (ligante hidráulico inorgânico) receberam quantidades distintas de mulita eletrofundida de modo a gerar diferentes porcentagens de mulita durante o aquecimento inicial e sinterização. Amostras sinterizadas entre 1100ºC e 1500°C foram caracterizadas em relação à porosidade total, dilatometria, módulo elástico (técnica de excitação por impulso) e tensão de ruptura. Essas propriedades físicas e mecânicas serão relacionadas com a caracterização da microestrutura do compósito obtido a partir da variação da temperatura de processamento dos corpos de prova de mulita eletrofundida obtidos em diferentes sistemas.
<< Voltar