Influência da relação Na2O/CaO sobre o comportamento biológico e cinética de dissolução de biovidros

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
12-037
Roger Borges Borges, R.(Universidade Federal do ABC); Marchi, J.(Universidade Federal do ABC); Vidros biocompatíveis têm sido utilizados para os mais diferentes propósitos desde sua invenção em 1967. Dentre suas aplicações, destacam-se: regeneração óssea, aplicações em odontologia, carreamento de drogas, tratamento de câncer por hipertermia, dentre outros. Cada aplicação requer que estes vidros tenham propriedades únicas, as quais são controladas através da composição química. A taxa de dissolução destes materiais está entre os fatores determinantes para uma aplicação de um vidro biocompatível, uma vez que o emprego dos mesmos pode requer um biovidro bioativo ou bioabsorvível em função de diferentes taxas de dissolução. Neste trabalho, diferentes composições de biovidros foram obtidas por fusão e caracterizadas em relação às suas taxas de dissolução e bioatividade. O ensaio de dissolução foi realizado através da imersão dos vidros em água deionizada e os íons liberados foram quantificados por espectroscopia de absorção atômica. O ensaio de bioatividade foi realizado através da imersão dos vidros em solução SBF. Durante o ensaio, as massas dos vidros foram medidas e a formação da camada de hidroxiapatita na superfície dos materiais foi analisada por difração de raios X e microscopia eletrônica de varredura. Os resultados indicam que a substituição de Na por Ca na rede vítrea leva à uma maior taxa de cinética de dissolução, o que pode ser ocasionada por uma maior facilidade de clivagem das ligações Na-O em relação às ligações Ca-O. A maior taxa de dissolução, por sua vez, altera a cinética de formação de hidroxiapatita. Estes resultados colaboram para a caracterização de composições de biovidros visando aplicações específicas de acordo com as suas propriedades físico-químicas.
<< Voltar