BIODIESEL A PARTIR DE ÁCIDOS GRAXOS DE CULTURAS NATIVAS BRASILEIRAS COMO SOJA E ALGODÃO UTILIZANDO O NANOCATALISADOR Ni0,5Zn0,5Fe2O4

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
18-031
Joelda Dantas Dantas, J.(Universidade Federal de Campina Grande); Mapossa, A.B.(Universidade Federal de Campina Grande); Costa, A.C.(Universidade Federal de Campina Grande); O biodiesel é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis da biomassa, como óleo de soja e algodão, e que pode ser obtido por diferentes processos e que necessita de um material para catalisar as reações de obtenção. Os ferroespinélios se sobrepõem como excelentes materiais para catalisar as reações de produção do biodiesel. Assim, a finalidade deste trabalho foi a utilização da nanoferrita Ni0,5Zn0,5Fe2O4 como catalisador nas reações de esterificação. A ferrita foi sintetizada por combustão em grande escala de 200 g/batelada, onde foram aferidos o tempo e a temperatura das reações, e caracterizada por DRX e medida a sua área superficial. O biodiesel foi obtido por esterificação metílica e etílica do óleo de soja e algodão acidificados, sob temperatura de 160°C, durante 1 hora, razão molar 1:15, 3% de catalisador e analisado por cromatografia. A ferrita apresentou picos de maior intensidade correspondente a fase cristalina majoritária do espinélio e uma área superficial de 64,17 m2/g.Os resultados de conversão para o óleo de soja foram de 99,08% na rota metílica e 98,38% na rota etílica. Para o óleo de algodão foram de 88,79% na rota metílica e 78,65% na etílica.
<< Voltar