Influência do meio de dispersão nas características de filmes finos de óxido de grafeno reduzido

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
02-085
Guilherme Luís Cordeiro Cordeiro, G.L.(Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares); de Souza, R.R.(Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares); Yoshito, W.K.(Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares); Lima, N.B.(Nuclear and Energy Research Institute); Neto, A.O.(Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares); Ussui, V.(Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, São Paulo(SP), BRAZIL); Lazar, D.R.(Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares); O uso de óxido de grafeno reduzido como suporte catalítico em células a combustível poliméricas tem sido considerado uma alternativa ao carbono ativado devido às propriedades aperfeiçoadas, sobretudo a área superficial e condutividade elétrica. Contudo, o desempenho de catalisadores suportados é afetado pelas condições de preparação. Como a dispersão destes, durante a impregnação, depende do comportamento dos filmes em suspensão, avaliou-se o efeito do pH nas características do suporte. O óxido de grafeno reduzido foi sintetizado em fase líquida por processos químicos de oxidação-esfoliação do grafite e redução. Os pós, após lavagem e secagem, foram dispersos em água e o pH variado na faixa 2-12. Os produtos foram caracterizados por difração de raios X, espectroscopias no infravermelho e Raman, difração a laser e microscopia eletrônica de transmissão. Os resultados indicaram a formação de filmes finos e a estabilidade da suspensão em meio básico.
<< Voltar