ESTUDO SOBRE PORCELANA COM INCORPORAÇÃO DE RESÍDUO CARAPAÇA DE CARANGUEJO CALCINADO

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
13-002
Diego Lima Sousa Sousa, D.L.(UFERSA); Freire, M.N.(UFERSA); A aplicação ou a reutilização de resíduos é amplamente importante para o desenvolvimento sustentável e produção de novos materiais capazes de substituir outros já conceituados, devido a melhoria nas suas propriedades mecânicas, entre outras. No presente trabalho, buscou–se produzir porcelana com a inserção do resíduo de carapaça em sistema triaxial, a fim de agregar valor ao mesmo. O material passou por um processo de calcinação a uma temperatura em torno de 900 ºC, onde será determinado o módulo de elasticidade via compressão diametral, assim como estudar os resultados da sinterização do material. Foram incorporados ao material padrão, formado por quartzo, feldspato e caulim, valores em porcentagem do resíduo carapaça de caranguejo com 2, 4 e 8%. Além das propriedades físico-mecânicas são apresentadas a absorção d`água e a retração linear. A sinterização foi realizada em atmosfera ambiente, a temperatura máxima de 1100 °C. O processo de sinterização é classificado de fase líquida, dado o alto teor de feldspato nas composições de partida e, o processo é considerado lento, uma vez que os corpos de prova permanecem durante 1 hora na temperatura máxima.
<< Voltar