CARACTERIZAÇÃO MINERALÓGICA DE RESÍDUO PROVENIENTE DO POLIMENTO DE PORCELANATO

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
13-007
Paulo Renato Perdigão Paiva Paiva, P.R.(Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais); Souza, N.R.(Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais); Jesus, A.C.(Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais); Vieira, J.M.(Universidade Federal de Pernambuco); Os porcelanatos são materiais cerâmicos utilizados como revestimentos, são produzidos por prensagem das misturas de argilas, silicatos, areias feldspáticas, aditivos e corantes e tem como principais características a baixa absorção de água (menor ou igual a 0,5%), uniformidade de coloração e alta resistência à abrasão física e química. O processo de produção dos revestimentos cerâmicos apresenta como um dos principais resíduos o pó gerado durante o polimento e por ser um resíduo impuro para reutilização no processo, acaba sendo descartado em aterros. Por esse motivo, o seu reaproveitamento vem sendo estudado, considerando principalmente sua composição química. Sabe-se que a caracterização e a quantificação das fases presentes em resíduos são de fundamental importância para o acompanhamento, monitoramento e avaliação do seu potencial de reutilização. Diante disso, o objetivo principal do presente trabalho é a identificação e a quantificação das fases presentes em amostra de resíduo de porcelanato, advindas do processo de polimento, utilizando a difração de raios X associada ao refinamento Rietveld. Os resultados mostraram que o resíduo é composto por quartzo, zircônio, mulita e carbeto de silício e a matéria-prima por albita, caulinita, moscovita, ortoclásio e quartzo. Este estudo mineralógico pelo método de Rietveld mostra a possibilidade de reutilização desse material em massas cerâmicas, uma vez que os resíduos de polimento apresentam como fases majoritárias o quartzo (61,4%) e a mulita (31%). Portanto, pode-se afirmar que a técnica de difração de raios X em conjunto com o método de Rietveld é uma ferramenta importante no sentido de proporcionar indicativos de reutilização de resíduos, uma vez que possibilitaram com boa exatidão, a identificação e a quantificação das fases minerais presentes.
<< Voltar