AVALIAÇÃO DA CONSISTÊNCIA DO MOLDE DE GESSO NAS PROPRIEDADES DAS PEÇAS DE ARDÓSIA PRODUZIDAS POR COLAGEM DE BARBOTINAS

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
17-002
ANDRESSA ALVES BATISTA GONTIJO PALHARES, L.B.(CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS); DOS SANTOS, C.G.(UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO); GONTIJO, A.A.(CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS); GALVÃO, D.F.(CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS); O crescimento da população mundial tem levado a um aumento de consumo de produtos em diferentes indústrias e, portanto, a um aumento do consumo de matérias-primas. A mineração é uma atividade que ao longo dos anos vem se mostrando de suma importância para o desenvolvimento, gerando matérias primas e empregos nas regiões de extração onde é praticada impulsionando assim o desenvolvimento econômico do país. Contudo essas empresas, muitas vezes, não destinam corretamente seus resíduos fazendo com que suas atividades se tornem cada vez mais danosas ao ecossistema local. A atividade extrativa de ardósias e o seu beneficiamento geram uma grande quantidade de resíduos, em forma de pó ou lama, que causam poluição das águas, solo, ar e uma enorme poluição visual. O presente trabalho visa à obtenção de peças cerâmicas obtidas pelo processo de colagem de barbotinas com rejeitos de ardósia. A ardósia foi caracterizada e suspensões foram preparadas com 1% de poli(acrilato de amônio). Moldes de gesso com 4 diferentes consistências foram utilizados para produzir as peças que foram avaliadas quanto a microestrutura e porosidade, tanto na superfície do molde quanto na região em contato com a barbotina. À medida que aumentou-se a consistência dos moldes, a permeabilidade e a taxa de colagem no molde foram aumentadas.
<< Voltar