A ESTATÍSTICA EXPERIMENTAL APLICADA AO PROCESSAMENTO DE CERÂMICAS POROSAS

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
17-013
Déborah Caroline Oliveira Oliveira, D.C.(Universidade Federal de Alfenas); Godinho, L.M.(Universidade Federal de Alfenas); Maestrelli, S.C.(Universidade Federal de Alfenas); Mendes, P.N.(Universidade Federal de Alfenas); As técnicas estatísticas são muito úteis no mundo da engenharia, no intuito de melhorar e desenvolver os processos de fabricação. Este projeto teve como objetivo avaliar se as variáveis resistência mecânica, retração linear, porosidade aparente, densidade e absorção são influenciadas pelo teor de turfa adicionado a uma argila refratária. Foi utilizado o software Sisvar para a realização dos cálculos. Para isso, foram produzidas peças cerâmicas porosas, utilizando-se argila de baixa plasticidade para potencial aplicação como filtro cerâmico. Para a obtenção de elevada porosidade nas peças produzidas foi investigado o efeito da adição de turfa (em 10, 20, 30 e 40% em peso) na argila. No tratamento dos dados foi utilizada a técnica de análise de variância, juntamente com a análise de regressão e o teste de Scott-Knott. Segundo a análise de variância, houve diferença entre os tratamentos para todas as propriedades analisadas. Sendo assim, testes estatísticos como regressão linear e Scott-Knott, foram aplicados a fim de determinar entre quais tratamentos (teores de turfa) esta diferença estava presente em cada propriedade analisada. Para a densidade e a retração foi encontrada uma equação linear para descrever o conjunto de dados, tendo assim uma relação direta entre o teor de turfa e o valor da propriedade, sendo que os teores de 20 e 30% foram considerados estatisticamente iguais. Para a porosidade e a absorção todos os teores são estatisticamente diferentes e os teores ótimos de turfa encontrados são superiores à 40% o que torna completamente inviável sua aplicação. Para a resistência mecânica os teores de 10, 20 e 30% são estatisticamente iguais, assim pode-se determinar um teor ótimo de turfa de 16,78%. Diante do exposto,foi possível observar que todos os teores de turfa são estatisticamente diferentes independente da propriedade analisada,e não foi possível determinar um teor ótimo ideal,pois nenhum teor encontrado apresentava melhoras para todas propriedades.
<< Voltar