SINTERIZAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE BIOMATERIAIS DE FOSFATOS DE CÁLCIO NANOESTRUTURADOS PRODUZIDOS COM CONCHAS CALCARIAS FOSSILIZADAS

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
12-014
Camila Thais Mamani Mamani, C.T.(Universidade do Estado de Santa Catarina); Eckstein, M.B.(Universidade do Estado de Santa Catarina); Franczak, P.F.(Unversidade do Estado de Santa Catarina); Camargo, N.H.(Universidade do Estado de Santa Catarina); Floriano-Silva, D.(Universidade do Estado de Santa Catarina); As biocerâmicas nanoestruturadas de fosfato de cálcio, obtidas a partir de matérias primas naturais, são uma nova alternativa de biomateriais para uso como substitutos ósseos em aplicações biomédicas, esses apresentam biocompatibilidade, semelhança química, física e estrutural com o tecido ósseo. Este estudo teve como objetivo a sinterização e caracterização de biomateriais nanoestruturados de fosfatos de cálcio produzidos a partir de pós de carbonato de cálcio de conchas calcárias fossilizadas. Os pós de fosfatos de cálcio na razão Ca/P = 1,5 e 1,67 foram fornecidos pelo Grupo de Biomateriais da UDESC. Esses foram compactados com carga de 30MPa dentro de uma matriz cilíndrica com diâmetro de 10mm e altura de 5mm e submetido a sinterização a temperatura de 1100ºC/2h. Os estudos de caracterização envolveram a avaliação experimental da retração linear e da perda de massa dos biomateriais. A porosidade aberta, densidade hidrostática e densidade teórica em relação à densidade hidrostática em porcentagem, através do método de Arthur. Também se caracterizou em nível cristalográfico com o uso da difratometria de raios X, micro e nanoestrutural, com a técnica de microscopia eletrônica de varredura com efeito de campo (FEG) e químico com a espectrometria de Infravermelho (FTIR). Os resultados mostraram que os biomateriais possuem capacidade a molhabilidade e a capilaridade, com porosidade aberta superior a 30%. Os resultados encontrados são animadores e mostram que os biomateriais revelam características físicas promissoras para uso como substituto ósseo, na reparação e reconstrução óssea.
<< Voltar