ANÁLISE COMPARATIVA DA DETERMINAÇÃO DA RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO EM ARGAMASSAS EM SUBSTITUIÇÃO PARCIAL À AREIA NATURAL PELO PÓ DE PEDRA

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
06-015
TAMARA DE FRAGAS COELHO, A.R.(Centro Universitário - Católica de Santa Catarina); FRAGAS, T.D.(Centro Universitário - Católica de Santa Catarina); MACIEL, L.D.(Centro Universitário - Católica de Santa Catarina); PEREIRA, H.R.(Centro Universitário - Católica de Santa Catarina); Negri, R.(Católica SC); A extração da areia natural utilizada na construção civil causa impactos relevantes ao meio ambiente. Na composição de uma argamassa convencional são utilizados aglomerantes; areia natural como agregado miúdo e água. Neste contexto, a pesquisa propõe a substituição parcial da areia natural por pó de pedra, fração fina do processo de britagem de rochas e tem como objetivo avaliar a resistência à compressão das argamassas através de dois métodos de ensaio. As argamassas foram produzidas com os aglomerantes: cimento Portland composto (CPII-F32) e a cal hidratada (CH-III); os agregados miúdos: areia natural e pó de pedra e a água. O traço utilizado baseou-se em traços pré-definidos para argamassas de assentamento de alvenaria. Sendo assim, analisaram-se a resistência à compressão das argamassas com a substituição parcial do agregado pelo pó de pedra nas proporções de 0, 5, 10 e 15% em massa. Os agregados miúdos encontram-se dentro dos padrões estabelecidos para utilização em argamassas. Nos ensaios de resistência à compressão com os corpos de prova cilíndricos observou-se valores médios variando de 3,47 a 4,05MPa; já os corpos de prova prismáticos os valores médios ficaram, de 3,92 a 4,6MPa. Diante dos resultados obtidos, observa-se que os valores estão de acordo com os requisitos para argamassas de assentamento e revestimento de paredes e tetos e apresentaram pouca variação nas proporções das misturas avaliadas. Portanto, com relação à resistência à compressão, considera-se viável a utilização de frações finas de britagem nas argamassas de assentamento.
<< Voltar