Cerâmicas e Vitrocerâmicas para Aplicações Dentárias: Caracterizações e Avaliação Biológica Preliminar

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
12-017
ROBERTO OLIVEIRA MAGNAGO MAGNAGO, R.O.(CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA); LIMA, C.A.(CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA); GOMES, R.T.(CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA); SILVA, R.R.(CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA); Santos, C.d.(Universidade do Estado do Rio de Janeiro); O campo de materiais dentários possui grande potencial de desenvolvimento em nosso país. Neste trabalho foram analisados três materiais cerâmicos. Compósito de espinélio com zircônia (MgAl2O4-ZrO2), zircônia estabilizada com ítria (Y-TZP) e dissilicato de lítio foram estudados. MgAl2O4-ZrO2 e Y-TZP foram processadas por prensagem isostática (400MPa) seguida de sinterização a 1600°C-2h, ao passo que o dissilicato de lítio comercial (IVOCLAR®) foi cristalizado a 725°C. Estes materiais foram caracterizados por difração de raios X, dureza, tenacidade à fratura, além do destaque especial para sua citotoxicidade visando indicar viabilidade de uso como biomaterial. O teste de citotoxicidade seguiu a norma ISO-10993-5, utilizando o método de incorporação do vermelho neutro. Os resultados de DRX indicaram as fases ZrO2 tetragonal e MgAl2O4, para o compósito, Li2Si2O5 para o dissilicato de lítio, e ZrO2 integralmente tetragonal para a zircônia estabilizada. Dureza e tenacidade de 14.500HV e 3,2MPa.m1/2 (compósito ZrO2-MgAl2O4), 525HV e 1,8MPam1/2 (dissilicato de lítio), e 1.280HV e 8,5MPam1/2 (zircônia), foram obtidos. Os resultados de testes de citotoxicidade indicaram viabilidade celular das amostras, próximas a 100% para todos os materiais, sendo consideradas não citotóxicas. Como análise biológica preliminar, os resultados indicam os materiais estudados aqui apresentam características que permitem que seu uso em aplicações dentárias, segundo a norma ISO 6872 e, portanto estes materiais cerâmicos não são agressivos ao organismo humano.
<< Voltar