Marcos Wandir Graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal de Sergipe (1985), mestrado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990) e doutorado em Engenharia Industrial pela Universidade Federal da Bahia (2012). Atualmente é Diretor-Presidente do Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec). Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Operações Industriais e Equipamentos para Engenharia Química. Atuando principalmente nos seguintes temas: Estudo cinético e Processos catalíticos, Estimação de parâmetros e Planejamento de experimentos, Princípios básicos da indústria química. Na área de gestão de ciência, tecnologia e inovação, tem experiência no setor público e privado, gerenciando: pró-reitoria de pós-graduação e pesquisa (1997-2002), fundação estadual de amparo à pesquisa (2003-2005) e instituto de pesquisa (2005-2008). Essa experiência se traduz na captação de recursos públicos e privados, articulação interinstitucional, representação em conselhos, gestão de projetos, transferência de tecnologia, elaboração e implantação de programas e projetos de iniciação científica, pesquisa institucional, pós-graduação, capacitação docente, organização e participação em eventos técnico-científicos, além de implantação e acompanhamento de grupos de pesquisa, no diretório dos grupos de pesquisa do CNPq.

 

Eficiência energética e produção mais limpa nas cerâmicas de Sergipe: a experiência do SergipeTec

Marcos Wandir

Diretor Presidente do Sergipe Parque Tecnológico - SERGIPETEC

Resumo
Diagnosticar, capacitar, oferecer assistência técnica e formalizar um pacto para produção sustentável de cerâmica vermelha nos polos cerâmicos de Sergipe: Itabaianinha, Itabaiana e Propriá, formaram os desafios deste trabalho, financiado pelo Fundo Socioambiental da Caixa e o Fundo Nacional do Meio Ambiente. Foram 11 pessoas capacitadas em mecanismos de eficiência energética nas cerâmicas vermelhas, nove empresas diagnosticadas quanto ao uso, origem e demanda por lenha, os processos implementados dentro da indústria e o volume da produção de insumos para a construção civil e 84 ceramistas capacitados nas medidas e tecnologias para o uso eficiente de energia na produção de artefatos cerâmicos e promoção de intercâmbio de conhecimentos. No momento, estão sendo disponibilizadas horas de assistência técnica especializada com foco na melhoria dos processos produtivos e eficiência energética das empresas ceramistas e a produção de uma maquete digitalizada de uma Unidade Demonstrativa (UD), expondo soluções tecnológicas para eficiência energética e produção mais limpa. Este trabalho contou com as parcerias da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (SEDETEC), Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH), Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (CODISE), Administração Estadual do Meio Ambiente(ADEMA), Federação das Indústrias de Sergipe (FIES), Sindicato das indústrias de Cerâmica e Olarias do Estado de Sergipe (SINDICER/SE), Centro de Produção Industrial Sustentável (CEPIS) da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (PaqTcPB) e do Ministério do Meio Ambiente (MMA).


Copyright © 2014 Metallum. Todos direitos reservados.
Desenvolvido por: SITESP.NET