Avaliação de propriedades de argamassas no estado endurecido para produção de placas cimentícias com adição de resíduo da produção de papel.

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
06-001
Jonas Alexandre Azevedo, A.R.(Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro); Alexandre, J.(Universidade Estadual do Norte Fluminense); Petrucci, L.J.(Universidade Candido Mendes); Prellwitz, M.F.(Universidade Cândido Mendes); Santos, D.P.(Universidade Cândido Mendes); Marvila, M.T.(Universidade Estadual do Norte Fluminense); Cerqueira, N.A.(Universidade Estadual do Norte Fluminense); Monteiro, S.N.(Instituto Militar de Engenharia); França, B.R.(Universidade Estadual do Norte Fluminense); Xavier, G.d.(Universidade Estadual do Norte Fluminense); Souza, V.B.(Faculdade Redentor); A produção de papel e celulose é responsável pela produção de grande quantidade de resíduo, que em geral não tem um destino garantido, acarretando em custos a empresa. Este resíduo é uma espécie de lodo altamente úmido composto por caulim e celulose e é oriundo de diversas etapas do processo de produção de papel. Existem estudos de aplicação dos mesmos em argamassas e cerâmicas entretanto no caso de argamassas, ainda falta um direcionamento acerca desta aplicação. As placas cimentícias são placas que tem uma grande variedade de aplicação dentro da construção civil, sejam em forros ou até mesmo em revestimentos de parede. Este estudo tem como objetivo o estudo e analise das propriedades de argamassas no estado endurecido com adição deste resíduo. Assim foram realizados ensaios de resistência mecânica, compressão e flexão, determinação de coeficiente de capilaridade e índice de vazios e densidade de massa no estado endurecido, todas normatizadas. Com os resultados encontrados pode-se verificar que todos os parâmetros estudados estão em faixas admitidas pela literatura para a aplicação em placas cimentícias, como em forros de edificações.
<< Voltar