PRODUÇÃO DE BLOCOS CERÂMICOS UTILIZANDO RESÍDUO MINERAL DE SCHEELITA E ARGILAS COLORIDAS DO RN

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
11-014
Raimison Bezerra De Assis Machado, T.G.(Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia); Assis, R.B.(Instituto Federal da Bahia/ Campus Jacobina); Oliveira, W.G.(Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia); Monteiro, F.M.(IFBA, UFRN(PPGEM)); Costa, J.M.(Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia); As indústrias de mineração geram uma grande quantidade de resíduos que poluem e degradam o meio ambiente. Os resíduos de extração e beneficiamento de scheelita estão sendo amplamente estudados devido ao impacto ambiental causado pelo descarte indevido destes materiais e pelo seu potencial de incorporação em massas cerâmicas. O objetivo deste trabalho é desenvolver blocos cerâmicos utilizando resíduo mineral da exploração de scheelita com incorporação de argilas coloridas do RN (praia de Cutuvelo); obtendo-se peças com coloração natural e de baixo impacto ambiental. Para tanto, foram preparados 03 grupos de amostras contendo 10, 20 e 30% de resíduo mineral, acrescidos de 10 e 15% de argila colorida (amarela e vermelha). As matérias-primas foram caracterizadas via DRX e FRX. As temperaturas de queima foram 850, 900, 950 e 1000oC. O produto final foi caracterizado através dos ensaios tecnológicos de AA, PA, RL, resistência à flexão e MEV. Os resultados obtidos demonstraram ser viável a utilização deste resíduo mineral em massa cerâmica, onde o produto final atendeu as especificações normativas; sendo que as amostras com percentual de 20% de resíduo apresentaram os melhores tecnológicos, como menor porosidade aparente, menor absorção e maior resistência à flexão. A incorporação de 10 e 15% de argilas coloridas nessa massa proporcionou um produto com cores distintas, indo do alaranjado, rosa, vermelho, até a cor marrom; sendo indicado para blocos cerâmicos aparentes.
<< Voltar