ANÁLISE POR MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE TRANSMISSÃO DE NANOPÓS DE ESTRUTURA PEROVSKITA DUPLA OBTIDOS PELO MÉTODO DE SPRAY PIRÓLISE

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
16-003
SILVANIA Lanfredi Lanfredi, S.(Faculdade de Ciências e Tecnologia); Storti, F.(Faculdade de Ciência e Tecnologia); Simões, L.P.(Faculdade de Ciências e Tecnologia); Djurado, E.(Université de Savoie, Université Joseph Fourier); Nobre, M.A.(Faculdade de Ciências e Tecnologia); Masson, G.H.(Faculdade de Ciência e Tecnologia); Nanopós com estequiometria Ca1-xKxTiCux/2O3, onde x = 0,2, 0,3 e 0.5, foram sintetizados pelo método de spray pirólise e caracterizados por microscopia eletrônica de transmissão. As condições de síntese foram otimizadas para obter pós com morfologia controla de titanatos de estrutura perovskita dupla. A influência da concentração da solução precursora, velocidade do fluxo de ar e a temperatura do forno, sobre a cristalização das soluções sólidas, foram investigadas. O refinamento dos parâmetros estruturais dos pós obtidos foi realizado pelo método de Rietveld. O tamanho médio de cristalitos dos pós, determinado pela equação de Scherrer, foi entre 8 e 10 nm. A morfologia dos pós foi analisada por microscopia eletrônica de transmissão (MET). As micrografias mostraram que o aumento da velocidade do fluxo de ar influencia na formação da partícula, bem como na sua estrutura. Um fluxo elevado resulta no transporte de uma grande quantidade de massa de partículas, que cristalizam rapidamente e se aglomeram, formando partícula com múltiplos cristais. Os cristais menores apresentaram maior nível de microdeformação da partícula, de acordo com a análise por difração de raios X. A diminuição da concentração da solução precursora e a menor velocidade de fluxo de ar levaram a formação de partículas menores e menos aglomeradas. Ainda, o sistema onde x = 0,2 apresentou partículas com superfícies lisas, esféricas e menos aglomeradas que os sistemas onde x = 0,3 e x = 0,5. Este fenômeno sugere que a estequiometria também altera o aspecto da superfície da partícula.
<< Voltar