Síntese e Caracterização de heteroestruturas de ferrita:titânia utilizando um sistema hidrotérmico assistido por micro-ondas.

Referencia Apresentador Autores
(Instituição)
Resumo
11-054
Ruth Herta Goldschmidt Aliaga Kiminami Godinho, M.J.(Universidade Federal de São Carlos); Kiminami, R.H.(Universidade Federal de São Carlos); Urquieta-gonzález, E.A.(Universidade Federal de São Carlos); Souza, B.G.(Universidade Federal de São Carlos); A grande relevância e importância do desenvolvimento de novos materiais cerâmicos semicondutores se dá pela crescente demanda por novas tecnologias, principalmente aquelas voltadas ao tratamento/eliminação de resíduos não biodegradáveis, oriundos geralmente das atividades industriais e do mau uso de recursos naturais, além da ineficiência dos tratamentos biológicos que são empregados na maioria das estações de tratamento existentes. As heteroestruturas de ferritas:titânia, devido ao gap dos componentes individuais torna-se fonte de investigação como fotocatalisadores na degradação de resíduos recalcitrantes. Os nanocompósitos foram sintetizados pelo método de coprecipitação em um sistema hidrotérmico assistido por micro-ondas e comparados aos sistemas sem o uso de sistema hidrotérmico. As amostras de ferrita de zinco, ferrita de cobalto e as heteroestruturas de ferrita de zinco/titânia e ferrita de cobalto/titânia foram caracterizadas utilizando as técnicas de Termogravimetria, Difração de Raios X, Espectroscopia RAMAN, BET, Reflectância Difusa e Microscopia Eletrônica de Transmissão (MET). Devido a natureza nanométrica e ao gap, as amostras sintetizadas mostram-se promissoras no uso em fotocatálise heterogênea para degradação de resíduos recalcitrantes.
<< Voltar