Logotipo VIII Erur

Minha área


Novo Usuário? Crie a sua conta Esqueceu sua senha? Recuperar sua senha
Dias 22, 23 e 24 de outubro de 2014 Palace Hotel - Poços de Caldas - MG
  Engenheiro Metalurgista pela Escola de Engenharia Maua. Trabalhou na industrias nas seguintes industrias:CBA, Alcoa Alumínio Poços de Caldas, Albras Alumínio S.A., Alcoa Aluminiun Lista Werk (Noruega), Carboindustrial S.A., Elkem Carbon Fiskaa (Noruega), Elkem Carbon Keokuk (USA) e Elkem Carbon (China). Como consultor prestou serviços entre outras para Valesul Aluminio, Vale Onça Puma, Benemec e Vamtec. Possui vasta experiência em pasta eletrodica e de revestimento usados tanto em indústrias de Alumino quanto em Ferro Ligas.

 

Pasta de Carbono Quente e Fria – Vantagens e Impacto Ambiental

José Alceste Belmonte

Consultor

Resumo
A Pasta Fria foi desenvolvida para substituir a pasta de revestimento a quente usada nos revestimentos de células de redução eletrolítica de alumínio e de fornos de produção de ferro ligas, com objetivo principal de minimizar a exposição dos operadores aos gases tóxicos de alcatrão e ao calor e de reduzir o impacto ambiental no start up dos fornos. A pasta fria também permite um maior controle tanto no seu processo de produção quanto durante sua aplicação garantindo uma melhoria significativa em relação aos resultados obtidos com a pasta a quente. São mostrados exemplos de aplicações em fornos de ferro ligas e de células eletrolíticas com operações de revestimento manuais e mecanizadas. Seleção da matéria prima, processo de fabricação e seus controles e os testes de qualificação da pasta feitos por laboratórios especializados internacionais, são mostrados de forma resumida.

Copyright © 2019 Metallum Congressos Técnicos e Científicos. Todos direitos reservados.
Site produzido por: SITESP.NET